Frase de amigo

"Repaginou o Blog. Repaginou a vida." - Silvio Afonso

quinta-feira, 5 de junho de 2014

UMA TARDE COM DIRCE MELO






Photos by Nadja P.

 Dirce Melo (Re-inventos) é uma blogueira bastante conhecida por conta dos seus lindos trabalhos e também pelo fato de reciclar materiais.
    Principalmente peças que envolvem o Mobiliário de modo geral.
 Por sinal, Dirce sempre encontra peças legais!
   Artista plástica e artesã, ela também é uma mulher de fé, esposa, mãe e filha exemplar. 
  Como residimos na mesma cidade, nosso encontro foi  marcado no interior da bela e nostálgica Estação Cultura - antiga Estação Ferroviária de Campinas/SP.

DIRCE POR DIRCE

   Nadja - 1) Dirce, o que a levou participar da atividade de Reciclagem de Materiais? 
  Alguma vez foi debochada por outros por conta disso?
      
  Aprendi desde cedo a fazer bom uso de meus pertences. A necessidade, o desejo de ter algo diferente aflorou a criatividade na minha adolescência. Bem mais tarde entendi que o que fazia chamava customização e que de certa forma já contribuia com o meio ambiente. Mas foi na sala de aula, com estudos sobre a natureza com os alunos que fui despertada para o quanto podia fazer. Tinha ao meu redor, crianças que conscientizadas poderiam contribuir para um mundo melhor. Foi o que fiz por meio de projetos que desenvolvi com alunos e pais. Sempre compartilhei minhas ideias com o Bem (meu esposo), e iniciamos com pequenas peças, mas foram chegando outras e hoje temos muitas espalhadas por aí, decorando espaços e sendo úteis de alguma forma, Debochada? Outro dia recebi um grupo de pessoas e uma senhora ao ouvir as histórias de cada móvel foi ficando intrigada até dizer que minha casa era um museu, recebi como um elogio. Certa vez li um comentário lá no blog que dizia assim: Para de catar coisa no lixo, vocês não tem vergonha? Só que a pessoa comentou como anônimo! Falta muito conhecimento sobre o assunto.

   Nadja - 2) Você é artesã e artista plástica: pinta, desenha, costura, repagina móveis, comercializa entre tantas outras atividades como escrever, por exemplo. 

       Me diga, você sempre foi dinâmica?

  Sempre fui assim, fazendo de tudo que gosto, um pouco. Bato o olho e vejo as peças já prontas, leio ou ouço uma palavra, uma frase e penso num texto. Estou sempre em movimento.



Photos by Dirce Melo

   Nadja - 3) Seu marido, o Bem, também divide algumas tarefas com você no que diz respeito à Arte. Como essa interligação afetou suas vidas?

  Temos gostos próximos quando diz respeito à arte. Sempre compartilhei com o Bem minhas ideias e ele é um ótimo executor! Me compreende como ninguém, me ouve e logo o projeto está pronto exatamente como imaginei. Penso que essa interligação se tornou mais evidente, quando por um período de doze anos trabalhamos juntos na área de decoração de eventos e o nosso diferencial se dava justamente em nossas peças sempre repaginadas, com utilidades diferentes a cada evento. Fomos lapidados nesse período.


   Nadja - 4) Seu pai é portador de Alzheimer, uma doença degenerativa, e sei que auxilia nos cuidados dele já faz algum tempo.

  Inclusive, você até criou um blog que aborda essa doença, não é verdade?

  Sim, é verdade. A Doença de Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa, incurável e de causa desconhecida. A maior dificuldade está em a pessoa ser diagnosticada como Alzheimer por conta de sintomas parecidos com a demência, esclerose...   Para o meu pai, o diagnóstico chegou na fase moderada para a grave. O doente de Alzheimer exige cuidados especiais em cada fase. Meu pais se encontra no entado bastante avançado e necessita de cuidados nas vinte e quatro horas do dia. O formato do blog (docetom1998.blogspot.com.br) é como um diário e também um meio de parentes e amigos que estão longe acompanhar os acontecimentos. Recebo emails de pessoas que estão passando por isso também. É bom compartilhar.  


   Nadja - 5) Que tipo de preconceito com respeito ao Alzheimer o seu pai já sofreu de terceiros? Já participou de algum encontro da ALBRAZ (Associação Brasileira de Alzheimer)?


  Acredito que barreiras surgem muito antes do diagnóstico e dentro de casa. Por não se ter conhecimento, o relacionamento entre portador e membros da família sofrem alguns conflitos.        Primeiro porque aparece a demência, esquece-se de onde deixou algo; troca de objetos de lugar; inicia uma conversa, mas não consegue dar continuidade ao raciocínio. Acontece também  o isolamento mesmo estando com a família. Fala menos e tem medo de não conseguir cumprir uma tarefa; fica constrangido ao perceber que falhou em algo. Vivemos esses conflitos em casa, mas não me recordo de um fato que possa atribuir como preconceito com meu pai. Participamos algumas vezes da AMADA – Associação Maior Apoio ao Doente de Alzheimer, foi bom e recomendo aos cuidadores e familiares.


  Nadja - 6) Você é evangélica, por favor, então me diga como podemos encarar estes últimos tempos; tempos difíceis e conturbados...


  Vivemos o resultado das falhas de importantes instituições. A família, a igreja e o estado falharam, deixaram brechas e por onde foram sacados o amor, o respeito, os valores. Creio que quando a criatura se voltar para seu Criador por meio da ponte estabelecida (Jesus Cristo), o amor descrito em I Coríntios 13, será vivido (e isso não é uma utopia), então teremos pessoas de caráter íntegro comprometidas com o bem da nação. Desempenharão suas funções com seriedade e lisura. Ah se todos aprendessem com o Mestre Jesus a buscar primeiramente o governo e a justiça de Deus, certamente poderíamos fazer uma paráfrase do Salmo 33:12: Nossa nação é feliz porque Deus é o Senhor.


  Nadja - 7) O que mais lhe apavora: o rato ou a barata? Já tomou algum susto?  


  Nem rato, nem barata, mas não enfrento um sapo.   Não saio à noite para fora de casa sem minha lanterninha! Outro dia ao entrar na garagem com o carro avistei um sapo enorme, como a garagem não fica perto da porta de entrada, estacionei o mais perto possível e entrei correndo, sapo me apavora!


  Nadja - 8) De todos os frutos do espírito, qual  predomina em sua pessoa?

  Gosto de ilustrar o fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23) como uma laranja onde o primeiro gomo é o amor e para saborear cada gomo é preciso andar no Espírito (Santo de Deus), e para mim, isso é um estilo de vida. É espalhar pelo caminho cada gomo desse fruto, quer dizer, evidenciar através de ações e atitudes o amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, autocontrole. É assim que procuro viver, controlada pelo Espírito, logo,  o gomo de que preciso se manifesta no momento certo, isso é maravilhoso!


  Nadja - 9) Infância, adolescência ou maturidade? Que período gostou mais ou todos foram relevantes para você? 


  Todos foram relevantes. Não seria o que sou hoje se não tivesse vivido da forma que vivi essas fases.   Tenho saudade da infância, da adolescência, de acontecimentos importantes para meu crescimento e amadurecimento.


  Nadja - 10) Dirce, você fala pouco ou quase nada de Culinária, me diga, gosta de cozinhar? 

                Qual é o seu prato favorito?

  Sou filha de cozinheira, mas não herdei essas habilidades de minha mãe. Faço o trivial bem feito e de vez em quando me arrisco numa receitinha, mas não morro de amores pelo fogão, e gosto de comer, viu? Não consigo ficar sem doces, qualquer um, mas vim da roça e um franguinho ensopado com polenta e quiabo é bom demais!! 

Mas gosto mesmo é de sorvete, se for de pistache, então...

  Nadja - 11) Campinas, o que essa cidade representa para você? Na sua opinião, o que precisa ser melhorado urgentemente?


  Campinas representa as mudanças que aconteceram na minha vida.  É a cidade do coração, aqui terminei meus estudos, trabalhei, aposentei; aqui criei meus filhos que casaram, tive netas; aqui eu e o Bem realizamos parte do nossos sonhos; aqui amo viver. São tantas coisas que precisam ser melhoradas! Creio que poderíamos oferecer um ensino básico de qualidade. Não a educação associada ao paternalismo regado pelo interesse de alguns, como presenciei nos mais de vinte anos trabalhados nessa cidade, mas a educação que considera a criança um ser que pensa; onde a escola seja um espaço estimulante para aprendizagem; que enxerga em cada menino  um grande homem; um ensino que  prepare nossos infantes  para a vida.  Mas não se pode fechar os olhos para a saúde e segurança que clamam por ações imediatas. 


 Nadja - 12) Topas me conhecer pessoalmente ou é melhor ficarmos só no contato virtual?


 Te conhecer, com todo prazer!


  Nadja - 13) Uma citação de sua preferência... 


  “A palavra branda desvia o furor” – Sábio Salomão


   Nadja - 14) Um conselho aos filhos que possuem pais idosos e doentes. Como encara a questão: Asilo?


  Outro dia estava saindo para cuidar de meu pai e minhas netas estavam em casa. Carol, de treze anos me disse: Vó, eu acho isso de você cuidar do bisa, muito lindo! – Ali entendi que o exemplo vale mais que palavras. Ela prestava atenção nesse gesto.        Meu conselho aos filhos é que um dia serão idosos também e que devemos fazer aos outros o que queremos que façam a nós. Asilo. Não penso nisso para os meus pais, nem para meu esposo, mas entendo aqueles que  trabalham e não tem com quem deixar o idoso.  Quanto a mim, se precisar, encararei.


  Nadja - 15) O que gostaria que eu perguntasse a você fora todas essas perguntas? 


  Sinto que devo dizer que sou uma pessoa apaixonada pela vida e muito grata a Deus por tudo que me deu. 


  Nadja - 16) O que você mais gosta no sentido da vaidade pessoal, tipo: lenço, echarpe, modelo de vestido, tipo de sapato, bolsa, essas coisas femininas que usamos para encantar a nossa pessoa e a pessoa de nosso marido? 


  Não sou vaidosa, gosto do básico, jeans e camisetas,  amo sapatilhas. 


  Nadja 17) - Que lugar turístico de Campinas aprecia mais? Pode citar vários, afinal, moramos em uma bela cidade, é ou não é?


  Sim, com certeza, Campinas é bela! 

  Gosto do Centro de Convivência  aos sábados por conta da feira; Lagoa do Taquaral para andar descompromissadamente, mas aprecio a Estação Ferroviária e a Catedral.

  Nadja - 18) Cite duas peças que repaginou de modo que tocaram-lhe profundamente, tipo, daquelas que você amou de montão!


 Amei todos os trabalhos que fiz, difícil para mim, mas vamos lá... Transformei um roupeiro num armário para cozinha que está na casa de minha nora, em Paulicéia – SP e uma cadeira encontrada pelo Bem nos fundos de uma fábrica de portas, ela é meu xodó.












  

     
  Nadja - 19) Me bateu uma sede... Vamos de café preto fresquinho, suco de laranja geladinho ou água da bica?

  Aceito um cafezinho preto, mas sei o papo continuará bom e aí tomaremos um suco de laranja geladinho, poderemos encerrar tomando água da bica!!!
   
  Nadja - 20) De todas as perguntas que fiz a você, qual desejaria devolver para mim?

 Campinas, o que essa cidade representa para você?  Na sua opinião, o que precisa ser melhorado urgentemente?

 Olá Nadja, foi um prazer imenso participar desse novo espaço do Cacareco´s, me senti muito honrada pelo seu convite. Suas perguntas foram pertinentes, amei respondê-las.  Uma semana abençoada, bjs.

  Eu é agradeço a sua participação, Dirce!     
 Obrigada! Bjksss

22 comentários:

  1. Que lindo e assim tive oportunidade de conhecer mais uma amiga tua!
    Uma pessoa bem centrada ,valoriza a família, trabalha pró idosos e essa doença que tantos ataca. Gostei de ver e vou conhecer o blog Re-Inventos! beijos às duas,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Chica!
      Dirce é uma pessoa muito atuante e participativa por onde atua.
      Vá sim! É um espaço muito legal!
      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  2. Oi Nadja, gostoso de ler, cada pergunta sua, é bom assim ficamos conhecendo um pouco mais de
    nossos amigos virtuais. Acho lindo o zelo da Dirce pelo seu pai, tenho acompanhado a bem pouco tempo.
    Que Deus continue renovando as suas forças e de toda a família. Amei a entrevista vc está de parabéns
    faz perguntas bem precisas. Lindo o testemunho da Dirce e o seu amor pela arte e a vida. Que se parece com vc no gosto de restaurar coisas. Lindo. Um cheiro para as duas guerreiras. bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nal!

      Por isso é que decidi entrevistar vocês!
      Cada pessoa é diferente da outra, logo, cada entrevista tem um toque especial.
      Obrigada!
      Dirce é uma mulher valorosa!
      Somos cacarequeiras! Rsrsrs
      Outro cheiro pra você!

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  3. Oi Nadja, muito obrigada. Obrigada por abrir seu espaço para um bate-papo tão especial que me deixou muito feliz! Que seu cantinho continue assim, acolhedor! Que Deus continue abençoando sua vida (já escrevi aqui, mas acho que o comentário não foi, quem sabe agora...). bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dirce!

      Eu é que agradeço a sua participação!
      Obrigada!
      Algumas blogueiras que frequentam o meu espaço, por exemplo, não conheciam o seu.
      A entrevista que faço com vocês é um meio também da gente mostrar os espaços bacanas que vocês criam.
      Dirce, só recebi esse comentário, mas, de qualquer forma desejo o mesmo a você e sua família!

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  4. Gosto muito da costumização , hoje mesmo fiz em duas calças,
    o que dá uma ramo muito grande para fazer em várias coisas .
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também Simone!
      Sem dúvida!
      Reaproveitar é tudo de bom!

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  5. BOA TARDE, COLEGA NADJA!
    SUPER LEGAL A ENTREVISTA. PARABÉNS! :)
    DÊ UMA PASSADINHA EM "GAM DOLLS (2)". TEM POSTAGEM NOVA POR LÁ.
    TENHA UMA ÓTIMA TARDE, ABRAÇÃO PRA VOCÊ! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Gam!

      Obrigada!
      Vou passar , com certeza!
      Quero conferir as belezuras que você faz!

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  6. Oi amiga vovó....uma passagem maravilhosa da vida....! Parabéns..que venha um (netinho ou a) com toda simpatia dessa vó especial...Gostei da entrevista da Dirce...Gente fina..Bjs vovó coruja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mada!

      Você viu só?
      Logo, logo vou entrar para o Clube das Vovós!
      Obrigada!
      Espero, viu? Gosto de pessoas simpáticas!
      Sem dúvida, Dirce é gente fina!

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  7. Olá Nadja... Gostei de conhecer a Dirce! Uma pessoa com bom gosto, com princípios e valores de Deus e firmeza nas suas ótimas respostas!!
    Entrevista muito boa!...
    Beijos e Bom Fim de Semana...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anete!

      Verdade!
      Fico feliz que notara isso na entrevista!
      Meu objetivo é mostrar um pouco mais do que nossas amigas blogueiras são como pessoas.

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  8. Duas grande mulheres guerreiras, alegres e felizes com o que fazem e vivem!!! Parabéns! Belo diálogo das duas.
    Um abração
    Nely

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nely!

      Obrigada amiga!
      E três com você, não é?
      Afinal, você também é guerreira, amiga!

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  9. Nadja, boa tarde!!!
    Que entrevista especial! Adorei! Não a conhecia e além de achar incrível o trabalho que realiza, através das respostas conhecemos um pouco mais da pessoa Dirce.
    Também acredito que um exemplo vale mais que muitas palavras ditas, pois as pessoas observam e ultimamente, pouco ouvem. Também acredito que a maior brecha que deixaram pra entrada do mal foi a família, instituição que vem degringolando a cada dia, mas como ela, acredito piamente que Jesus Cristo está pronto para nos ouvir e lutar por nós, mas infelizmente, muitos ainda não se deram conta disso, embora o Evangelho tenha crescido muito.

    Parabéns pela entrevista e parabéns à Dirce pelo belo trabalho.

    Obrigada pelo carinho com minhas plantinhas. Espero em breve mostrar a diferença daquele cantinho abençoado.

    Abração esmagador e ótimo findi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruxa!

      Pois é, essa entrevista que passei a realizar com nossas amigas blogueiras, é uma forma de mostrar as demais o que elas são como gente.
      Cada entrevista é diferente, porque cada pessoa difere da outra.
      Também é uma oportunidade de divulgar o espaço de cada uma.
      A fé é uma âncora para vivermos dignamente neste mundo, penso eu.
      Por isso sou grata por ter no meu espaço pessoas boas, independente da religião ou filosofia que venham a seguir.
      Imagine, eu também amo plantas!
      Moro em apê, mas cultivo muitas plantas com amor e carinho.
      Mostra sim, estou curiosa!

      Linda semana!

      Excluir
  10. Vou lá conhecer essa blogueira!!!

    bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana!

      Vá sim!!!

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir
  11. Oi Nadja! Adorei conhecer mais um pouco tua amiga blogueira.É um pessoa especial.Que bom passar de amiga virtual para a real.Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Arlete!

      Obrigada!
      Fico feliz em saber que gostou!
      Com certeza, Dirce é uma pessoa especial!
      Sem dúvida!
      Logo marcaremos um encontro face to face.

      Linda semana!

      Bjksss

      Excluir

"Abra teu coração ou eu arrombo a janela"

"Abra teu coração ou eu arrombo a janela"
Chico Buarque