Frase de amigo

"Repaginou o Blog. Repaginou a vida." - Silvio Afonso

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Florada do Ipê roxo & Santo Agostinho

Photos by Nadja P.


Olá gente bonita!

Finalizo essa semana trazendo mais Ipês roxos que encontrei na minha cidade, desta vez, 
próximos à área central.
Daqui a pouco essas belezuras desaparecerão, dando lugar ao Ipê branco e o Ipê amarelo.
Para acompanhar as imagens abaixo, destaquei 
a bela oração de Santo Agostinho.

Santo Agostinho e a Beleza antiga




Tarde Te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova… Tarde Te amei! 
Trinta anos estive longe de Deus. 
Mas, durante esse tempo, algo se movia dentro do meu coração…
 Eu era inquieto, alguém que buscava a felicidade, buscava algo que não achava… 
Mas Tu Te compadeceste de mim e tudo mudou, porque Tu me deixaste conhecer-Te. 
Entrei no meu íntimo sob a Tua Guia e consegui, porque Tu Te fizeste meu auxílio.





Tu estavas dentro de mim e eu fora… 
“Os homens saem para fazer passeios, a fim de admirar o alto dos montes, o ruído incessante dos mares, o belo e ininterrupto curso dos rios, os majestosos movimentos dos astros. 
E, no entanto, passam ao largo de si mesmos. 
Não se arriscam na aventura de um passeio interior”. 
Durante os anos de minha juventude, pus meu coração em coisas exteriores que só faziam me afastar cada vez mais d’Aquele a Quem meu coração, sem saber, desejava… 
Eis que estavas dentro e eu fora! 
Seguravam-me longe de Ti as coisas que não existiriam senão em Ti. 
Estavas comigo e não eu Contigo…





Mas Tu me chamaste, clamaste por mim e Teu grito rompeu a minha surdez…

 “Fizeste-me entrar em mim mesmo… 

Para não olhar para dentro de mim, eu tinha me escondido. 

Mas Tu me arrancaste do meu esconderijo e me puseste diante de mim mesmo, a fim de que eu enxergasse o indigno que era, o quão deformado, manchado e sujo eu estava”. 

Em meio à luta, recorri a meu grande amigo Alípio e lhe disse:

 “Os ignorantes nos arrebatam o céu e nós, com toda a nossa ciência, nos debatemos em nossa carne”. 

Assim me encontrava, chorando desconsolado, enquanto perguntava a mim mesmo quando deixaria de dizer “Amanhã, amanhã”… 
Foi então que escutei uma voz que vinha da casa vizinha… 
Uma voz que dizia: “Pega e lê. Pega e lê!”.





  Brilhaste, resplandeceste sobre mim e afugentaste a minha cegueira. Então corri à Bíblia, abri-a e li o primeiro capítulo sobre o qual caiu o meu olhar. 
Pertencia à carta de São Paulo aos Romanos e dizia assim: “Não em orgias e bebedeiras, nem na devassidão e libertinagem, nem nas rixas e ciúmes. 
Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo” 
(Rm 13,13s). 
Aquelas Palavras ressoaram dentro de mim. Pareciam escritas por uma pessoa que me conhecia, que sabia da minha vida.






Exalaste Teu Perfume e respirei. 
Agora suspiro por Ti, anseio por Ti! 
Deus… de Quem separar-se é morrer, de Quem aproximar-se é ressuscitar, com Quem habitar é viver. 
Deus… de Quem fugir é cair, a Quem voltar é levantar-se, em Quem apoiar-se é estar seguro. Deus… a Quem esquecer é perecer, 
a Quem buscar é renascer, a Quem conhecer é possuir. 
Foi assim que descobri a Deus e me dei conta de que, no fundo, era a Ele, mesmo sem saber, a Quem buscava ardentemente o meu coração.




    
   Provei-Te, e, agora, tenho fome e sede de Ti. 
Tocaste-me, e agora ardo por Tua Paz. 
“Deus começa a habitar em ti quando tu começas a amá-Lo”. 
Vi dentro de mim a Luz Imutável, Forte e Brilhante!
    Quem conhece a Verdade conhece esta Luz. 
Ó Eterna Verdade! Verdadeira Caridade! 
Tu és o meu Deus! Por Ti suspiro dia e noite desde que Te conheci. 
E mostraste-me então Quem eras. 
E irradiaste sobre mim a Tua Força dando-me o Teu Amor!




E agora, Senhor, só amo a Ti! 
Só sigo a Ti! 
Só busco a Ti! Só ardo por Ti!…
Tarde te amei! Tarde Te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova! Tarde demais eu Te amei! 
    Eis que estavas dentro, e eu, fora – e fora Te buscava, e me lançava, disforme e nada belo, perante a beleza de tudo e de todos que criaste. Estavas comigo, e eu não estava
Contigo…          
   Seguravam-me longe de Ti as coisas que não existiriam senão em Ti.  Chamaste, clamaste por mim e rompeste a minha surdez. 
   Brilhaste, resplandeceste, e a Tua Luz  afugentou minha cegueira. Exalaste o Teu    Perfume e, respirando-o, suspirei por Ti, Te desejei. 
   Eu Te provei, Te saboreei e, agora, tenho fome e sede de Ti. 
   Tocaste-me e agora ardo em desejos por Tua Paz!

    Santo Agostinho, Confissões 10, 27-29











Sujeito educado, simpático e estimado por 
todos, ele alimenta diariamente os pássaros com as frutas que coloca nos galhos de uma árvore ao  lado do Ipê roxo, que cliquei próximo do Hospital Casa de Saúde Campinaslocal onde trabalha como guardador de carros.
Belo exemplo!

Lindo finde a todos!


"Brilhastes, cintilastes, e logo afugentastes a minha cegueira!"

 Santo Agostinho

14 comentários:

  1. Nadja...que texto magnífico e olhares preciosos!!!
    É bom sabermos que há gente que passa na nossa vida e nos deixa um pouco de si!!!
    Bj amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Graça!
      As palavras de Santo Agostinho realmente são lindas bem como os encantos da natureza.
      Verdade...

      Bjks

      Excluir
  2. Amei a oração de Santo Agostinho e as imagens dos ipês roxos.
    Bjs Nadja e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carmen Lúcia!
      Bom finde para você tb!

      Bjks

      Excluir
  3. Uau!Que espetáculo! Amo os ipês, mas o que eu mais gosto é o amarelo... show!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb amo os ipês, Maria de Fátima.
      E gosto de todos na mesma intensidade embora sei que o amarelo é mais impactante.

      Bjks

      Excluir
  4. Querida amiga finalizou a semana com chave de ouro ,a graciosidade de Santo Agostinho com a beleza do Ipês roxos e um final com um ser humano fantástico que alimenta os passarinhos ,desejo-lhe um lindo e maravilhoso fim de semana ,muitos beijinhos no coração.

    "No amor do próximo o pobre é rico; sem amor do próximo o rico é pobre."
    Santo Agostinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Emanuel!
      Também desejo-lhe um finde maravilhoso, cheio de encantos mil!
      Bela frase de Santo Agostinho!

      Bjks

      Excluir
  5. Boa noite, querida Nadja!
    Um belo exemplo de cristão dá o homem humilde da foto... silenciosamente fazendo seu trabalho e fazendo parte da natureza tão bela!
    O texto orante escohido por vc bem que se encaixa no Está Tudo Azul... muito lindo!É um dos meus favoritos, inclusive!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roselia!
      Com certeza, fiquei muito emocionada quando soube disso.
      Verdade! Esse texto tem tudo a ver.
      Muito lindo e oportuno.

      Bjks

      Excluir
  6. Essas arvores tem flores linda que engradece a paisagem. Amei!
    Um lindo dia pra ti lindinha. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Nadja, encantei com o painel.
    E dentro da postagem a origem bela dela.
    Que bonita e profunda a oração que não conhecia.
    As imagens estão maravilhosas nesta floração do Ipê.
    É um antecipado primaverar.
    Bom domingo para uma leve e bela semana.
    Bjs amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Toninho!
      Obrigada, as flores do ipê roxco formaram um tapete natural muito lindo, não é?
      Com certeza!
      Desejo o mesmo a você.

      Bjks

      Excluir

"Abra teu coração ou eu arrombo a janela"

"Abra teu coração ou eu arrombo a janela"
Chico Buarque